terça-feira, 19 de outubro de 2010

Corrida da Serra da Graciosa


Mais uma vez subi a montanha, já sem a ansiedade da primeira vez, mas com a pressão de conhecer as dificuldades e tentar superá-las. Meu objetivo era baixar o tempo do ano passado, mas acabei repetindo tempo e colocação: 2h03'09", 10º lugar geral e 2º lugar na categoria 40-44 anos.
Resolvi correr mesmo com dor no ciático, que me incomoda a 3 meses e preciso me livrar dela até a maratona. Estava preparada pra correr sentindo dor, mas ela só veio depois do km 16, mesmo assim, com pouca intensidade, mas inconscientemente não forcei, deixei o corpo ditar o ritmo,e terminei a prova inteira, tentando não me cobrar, acreditando que foi a melhor decisão faltando pouco mais de um mês para minha estreia nos 42km.
É claro que sempre vem cobrança dos outros, fico explicando que estou com dor, que abusei do número de provas no primeiro semestre e o corpo está cansado, que meu objetivo é a maratona, etc.., mas entendo que a preocupação deles é natural de amigos que acompanham meus resultados e notam a diferença nas últimas corridas.
Mesmo não atingindo meu objetivo,a sensação de chegar nessa corrida foi mais uma vez indescritível. Não é uma corrida comum,é um desafio com a natureza, é uma quebra de limites ,tem um sabor especial.
A dor está estável, volto hoje aos treinos. Não tive cãimbras nem dores musculares depois da prova, mas acordei domingo à noite com uma dor insuportável na unha do pé(isso mesmo rsrs).Tive que levantar e fazer gelo, dormi assim,com o pé pra fora das cobertas enrolado numa toalha com uma pedra de gelo. Acho que canalizei todo o cansaço pra unha do pé direito ... Até pensei que iria ficar roxa,cair,mas está normal, não entendi o que aconteceu.
Mais uma etapa vencida, amigos que reencontramos, energia trocada com a montanha, vamos em frente ,apesar da maratona estar próxima,ainda tem a última etapa das indústrias dia 07/11, etapa Volvo, vou correr sem dor se Deus assim quiser, para me sentir segura para enfrentar a maratona.
Até lá,muito treino e ansiedade crescendo.

Um comentário:

MYLA CRAZY disse...

Isabel
Prabéns por mais essa conquista, sei que as vezes a gente espera algo de nosso corpo e ele responde diferente. Eu corri a Volta ao Cristo em Poços de Caldas uma das mais dificeis do país, não tanto quanto a graciosa pelo que ouvi dizer. Mas bem dificil. A primeira vez que fui fiz um tempo melhor na segunda vez, relaxei fui até filmando e meu tempo aumentou demais rsrsr ! mas, me diverti muito mais que na primeira. Ano que vem estarei lá novamente, subidas assim sempre nos atraem pelo desafio que são e também pela paisagem. Sei como é hipnotizante para nós corredores! Agora, se cuida tá, trate das lesões por menores que sejam podem atrapalhar e muito a gente em corridas de longa distância. Meus parabéns mais uma vez e to seguindo seu blog, se quiser me dar a honra pode seguir o meu também ok.
um beijão pra voce!

MYLA CRAZY